quinta-feira, 25 de setembro de 2008

P art effect Y

é para ti este poema, nada mais tenho
.
oquEstádOutrolaDOespelho
q/////a///////tua///in/q
u//tocVvel///////<3////u
E/i////////teu/mar//m//E
s//magem//////E/a//ira/s
t//////M///tri////gem//t
a//B///dimensUonal/////a
d////S///////<3////////d
O////sinCto////////t///O
u//A/////eu//há//R///M/u
t/////E/////////lito///t
r//ba////fe////r//o//r
o/////vi////////d.o////o
l///<3///Q//e///////a//l
a//U//pe/////nu/gem////a
D///////do/////////teu/D
O///ER//////corpo//////O
e///////O//////////////e
s///I/N//nu////m/e/u///s
p/c////ar///i///c///iasp
e///de/A///t//L/A/R/e//e
l////m/////////////////l
h//T///m////i///E//m///h
oquEstádOutrolaDOespelho
.
por fim atravessei a amálgama de camadas reflectoras
já tinhas partido
no teu copo meio vazio
restava a tua boca marcada
fechei os olhos e
beijei-o
sem Ti
E

2 comentários:

Ju disse...

que belo

Betho disse...

Puts legal que vc conseguiu atravessar e beijar...Por falar nisso, beijos minha linda!

Lembre-se agora tenho dois espaços.