terça-feira, 19 de agosto de 2008

a. perto

.
bloqueei na estreiteza
da minha insustentável
.........angústia
meus dedos
não querem es c
r e ,v
.

2 comentários:

Pedro disse...

Odeio esses bloqueios. Principalmente quando sinto que são boas idéias.

Silvio Vasconcellos disse...

Há vezes em que os dedos não acompanham a angústia do poeta perante a tela em branco.